Parcelamento em até 12x sem juros. Aproveite!

CHAT
MÚSICALP | VINILVINIL NACIONALVinil Zeca Pagodinho - Água da Minha Sede (2LP Azul)
Lançamento
Lançamento
Zeca Pagodinho

Vinil Zeca Pagodinho - Água da Minha Sede (2LP Azul)

Referência: 26060245527672
Lançamento
Carregando avaliações...

Descrição do produto

Vinil Zeca Pagodinho - Água da Minha Sede (2LP Azul) Um dos mais festejados álbuns de Zeca Pagodinho está de volta. A Universal Music lança 'Água da minha sede' (2000) no inédito formato vinil duplo. Depois do estrondoso sucesso do CD ao vivo lançado em 1999, Zeca emplacou novos hits entre as 16 faixas deste disco produzido pelo habilidoso Rildo Hora. A começar pela faixa-título, um samba calangueado, feliz parceria de Dudu Nobre e Roque Ferreira. Respeitando a tradição e promovendo novidades, o boêmio mais famoso de Irajá canta a fidalguia da Velha Guarda da Portela em 'Nunca vi você tão triste', samba sensível da dupla Monarco e Ratinho, autores de 'Vai vadiar' (1998). Ele também reverencia o Império Serrano em 'Delegado Chico Palha' (1938), de Tio Hélio e Nelson Campolino. Pagodinho cai no maxixe em 'Jura' (1928), do seminal Sinhô, tema de abertura da novela 'O cravo e a rosa'. O bamba Elton Medeiros participa da dolente 'A ponte', de sua autoria com Paulo César Pinheiro. Samba de tons rurais, 'Cabocla Jurema', de Efson e Nei Lopes, também se destaca. Única composição assinada por Zeca (em parceria com Sombrinha e Arlindo Cruz), o ótimo 'Alto lá' fez parte da trilha da novela 'O Clone'. A malandragem, muitas vezes gaiata, bate ponto em 'Maneco Telecoteco' (Alcy Lopes/ Roberto Marques), e 'Vacilão' (Zé Roberto), dois daqueles tipos pinçados dos subúrbios cariocas, que Zeca canta como ninguém. 'Água da minha sede' faz parte da grande discografia de um sambista de fato, tipo raro, que conquistou o público cantando o samba que o povo gosta de ouvir. Repertório dos LPs: Disco 1 Lado A: 1. Água da minha sede (Dudu Nobre/ Roque Ferreira) 2. Maneco Telecoteco (Acyr Marques/ Roberto Lopes) 3. Delegado Chico Palha (Tio Hélio/ Nelson Campolino) 4. Nunca vi você tão triste (Alcino Correa/ Monarco) Disco 1 Lado B: 1. Alto lá (Sombrinha/ Zeca Pagodinho/ Arlindo Cruz) 2. Vacilão (Zé Roberto) 3. A paisagem (Bandeira Brasil/ Beto Sem Braço) 4. Perfeita harmonia (Almir Guineto/ Bandeira Brasil/ Bidubi) Disco 2 Lado A: 1. Preservação das raízes (Luiz Grande/ Barbeirinho do Jacarezinho/ Marcos Diniz) 2. Pagodeiro fino-trato (Carlos Roberto da Mangueira) 3. A Ponte (Paulo César Pinheiro/ Elton Medeiros) Disco 2 Lado B: 1. Os papéis (Luiz Carlos da Vila/ Wilson das Neves) 2. Shopping móvel (Luizinho Toblow/ Claudinho Guimarães) 3. Cabocla Jurema (Efson/ Nei Lopes) 4. Jura (Sinhô)
R$ 269,90
Em até 12x R$ 22,49 sem juros
Quantidade
Estoque disponível

Adicionar o produto no carrinho não garante a sua reserva. Finalize a compra e garanta o seu produto!

Conheça esse produto

Descrição do produto

Vinil Zeca Pagodinho - Água da Minha Sede (2LP Azul) Um dos mais festejados álbuns de Zeca Pagodinho está de volta. A Universal Music lança 'Água da minha sede' (2000) no inédito formato vinil duplo. Depois do estrondoso sucesso do CD ao vivo lançado em 1999, Zeca emplacou novos hits entre as 16 faixas deste disco produzido pelo habilidoso Rildo Hora. A começar pela faixa-título, um samba calangueado, feliz parceria de Dudu Nobre e Roque Ferreira. Respeitando a tradição e promovendo novidades, o boêmio mais famoso de Irajá canta a fidalguia da Velha Guarda da Portela em 'Nunca vi você tão triste', samba sensível da dupla Monarco e Ratinho, autores de 'Vai vadiar' (1998). Ele também reverencia o Império Serrano em 'Delegado Chico Palha' (1938), de Tio Hélio e Nelson Campolino. Pagodinho cai no maxixe em 'Jura' (1928), do seminal Sinhô, tema de abertura da novela 'O cravo e a rosa'. O bamba Elton Medeiros participa da dolente 'A ponte', de sua autoria com Paulo César Pinheiro. Samba de tons rurais, 'Cabocla Jurema', de Efson e Nei Lopes, também se destaca. Única composição assinada por Zeca (em parceria com Sombrinha e Arlindo Cruz), o ótimo 'Alto lá' fez parte da trilha da novela 'O Clone'. A malandragem, muitas vezes gaiata, bate ponto em 'Maneco Telecoteco' (Alcy Lopes/ Roberto Marques), e 'Vacilão' (Zé Roberto), dois daqueles tipos pinçados dos subúrbios cariocas, que Zeca canta como ninguém. 'Água da minha sede' faz parte da grande discografia de um sambista de fato, tipo raro, que conquistou o público cantando o samba que o povo gosta de ouvir. Repertório dos LPs: Disco 1 Lado A: 1. Água da minha sede (Dudu Nobre/ Roque Ferreira) 2. Maneco Telecoteco (Acyr Marques/ Roberto Lopes) 3. Delegado Chico Palha (Tio Hélio/ Nelson Campolino) 4. Nunca vi você tão triste (Alcino Correa/ Monarco) Disco 1 Lado B: 1. Alto lá (Sombrinha/ Zeca Pagodinho/ Arlindo Cruz) 2. Vacilão (Zé Roberto) 3. A paisagem (Bandeira Brasil/ Beto Sem Braço) 4. Perfeita harmonia (Almir Guineto/ Bandeira Brasil/ Bidubi) Disco 2 Lado A: 1. Preservação das raízes (Luiz Grande/ Barbeirinho do Jacarezinho/ Marcos Diniz) 2. Pagodeiro fino-trato (Carlos Roberto da Mangueira) 3. A Ponte (Paulo César Pinheiro/ Elton Medeiros) Disco 2 Lado B: 1. Os papéis (Luiz Carlos da Vila/ Wilson das Neves) 2. Shopping móvel (Luizinho Toblow/ Claudinho Guimarães) 3. Cabocla Jurema (Efson/ Nei Lopes) 4. Jura (Sinhô)
Características
Gênero
Samba
Características
Gênero
Samba